Diversos fatores influenciam na qualidade de uma impressão em tecido feita por estamparia, tais como a experiência do profissional e a qualidade dos equipamentos e materiais. Os tipos de tecido para estampar também devem ser considerados com muita atenção no momento de preparar a impressão encomendada.

Falando especificamente sobre a técnica de impressão por sublimação, é necessário que o profissional fique atento à aderência da tinta ao tecido, para que, com o tempo e as diversas lavagens, a impressão não fique desbotada.

Os melhores tipos de tecidos para aplicação dessa técnica são os que têm em sua composição o poliéster, pois os tecidos sintéticos são feitos a partir de plástico e absorvem melhor a tinta no processo de transferência por alta temperatura.

Confira abaixo os 4 melhores tipos de tecidos para estampar por sublimação.

PP: 100% poliéster

Quanto mais poliéster, melhor ficará a estampa. Nesse caso, o tecido PP, que é 100% de poliéster, torna-se o mais indicado para o processo de estampa por sublimação.

A definição da imagem ficará perfeita em sua forma e cores, dependendo também da qualidade do equipamento utilizado. É ideal para materiais de divulgação e roupas esportivas, utilizando a composição em microfibra nesse último caso.

PV: 67% poliéster e 33% viscose

Utilizada principalmente para produção de camisetas e uniformes escolares, essa composição de malha resulta em uma boa estampa, com um padrão de definição um pouco mais desbotada que o PP, mas que permite uma utilização constante, por ser mais arejada.

PA: 67% poliéster e 33% algodão

Da mesma forma que o PV, essa composição oferece uma boa opção para camisetas e uniformes escolares, com a vantagem de ser muito mais confortável, devido à maciez do algodão. Também pode vir na composição 50% poliéster e 50% algodão, ficando ainda mais interessante para se usar no dia a dia, mas com uma estampa mais desbotada.

PET: 50% poliéster reciclado e 50% algodão

Essa é a opção ecológica para estampar por sublimação, pois o poliéster é produzido a partir de garrafas PET recicladas. Assim como o PA, também proporciona bastante conforto para quem a usa, com o porém de ficar com a estampa mais desbotada.

Vale ressaltar que o tipo de mercado a ser atingido deve ser levado em consideração no momento da escolha do tecido, pois, para atingir um público mais ligado à moda, por exemplo, uma estampa sem muita definição, com pouco poliéster em sua composição poderá ser bem aceita, enquanto, se for para um abadá de carnaval, já não servirá por completo, pois nesse caso a precisão das cores será necessária.

Importante também é a qualidade dos equipamentos empregados no processo de estamparia. Buscar uma máquina de estampar de boa qualidade, adquirida por meio de de um fornecedor com experiência e boa reputação, também garantirá um melhor resultado.

Gostou de nossas dicas sobre os melhores tipos de tecido para estampar aquele lote de camisetas que será encomendado pelo seu futuro cliente? Então entre em contato conosco e confira como poderemos ajudar com nossa ampla experiência nessa área! 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *